terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

P, na verdade nem percebo o porquê de ainda te escrever, talvez por estupidez, ou apenas por sentir a tua falta todos os dias. Passei por aqui nestes breves minutos antes de voltar ao mundo da matemática, e claro, não poderia deixar de te escrever . Ah, é só para saberes que daqui a uma semana faz um ano desde o inicio da nossa bonita história de amor, ou melhor, desde que apareceste na minha vida, adoro-te, e espero encontrar-te na sexta feira.
Mil beijinhos, Sara. 

2 comentários:

LIBERTA-TE! :)