quinta-feira, 17 de novembro de 2011

«Sabes Sara, é raro um rapaz se apaixonar realmente, e tu com 14 anos de idade já deverias saber disso»

Sempre procurei contrariar essa ideia, sempre tive a ideia que um dia aparecesse um rapaz perfeito, como nos filmes em que em pequena me encantavam, naquela altura em que me fechava no quarto a ver filmes encantados abraçada ao meu urso de peluche, com o rosto perplexo sobre o computador a sonhar como um dia seria, até que com a minha primeira desilusão de amor me dei conta que os amores perfeitos não existiam! E que os filmes encantados não existiam escusado será dizer que chorei nos dois dias seguintes. Talvez essa ideia terá mudado quando te conheci, sempre me pareceste diferente dos outros todos! Aliás, tu continuas a ser diferente... Sempre foi contigo que tive a ideia do para sempre, e acreditei realmente nas tuas palavras quando me prometias ser para sempre, nunca pensei que fosses capaz de me mentir a tal ponto que quando me olhavas nos olhos e dizias que te tinhas apaixonado fosse mentira, e não tenho outro nome para ti a não sei cobarde!
E pronto: PRECISO DE ME APAIXONAR NOVAMENTE E ESTA MINHA RESISTÊNCIA AO AMOR ESTÁ A DAR COMIGO EM DOIDA!!

terça-feira, 8 de novembro de 2011

P, já não chorava por ti à imenso tempo, nem imaginas o quanto me custou ver que seguiste com a tua vida em frente sem mim, afastaste-me da tua vida sem me dizeres qualquer palavra, sem me proferires qualquer tipo de diálogo, não esperava que o fizesses, mas custou-me ver, neste momento, tenho o rosto desfeito em lágrimas, com o pensamento completo de memórias que pelos vistos foram esquecidas da tua parte, os meus dedos com os quais te estou a escrever neste quarto frio estão gelados, e o meu rosto está perplexo sobre esta folha de papel à qual te escrevo, tenho saudades tuas, mas sei nunca nunca irás saber tal coisa. Ah, e se algum dia decidires voltar não te esqueças de me dar noticias, estarei aqui à tua espera.

sábado, 5 de novembro de 2011

Temo olhar para trás e apaixonar-me por um amor antigo, temo todos os dias que tal coisa me possa vir a acontecer. Estupidamente, ou não, tenho saudades dele e sinto-me mal ao vê-lo com outra.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Ainda me tens que dar uma razão para não gostar de ti!


E ontem foi mais uma tarde perfeita, mas que belo feriado (passámos duas horas a andar porque tirávamos fotografias a cada dois segundos) e estive a ver o video que os meus amigos lindos me fizeram, juro que os adoro a todos!