quarta-feira, 14 de setembro de 2011


Nem dormi a pensar no que ela te fez ontem, em qual seria a tua reacção ao ver aquilo, tu até podes não saber, mas eu estarei sempre preocupada contigo. O que ela te fez não se faz a ninguém, eu não sei da vossa história, mas nunca seria capaz de te fazer tal coisa. Estranho, como no meu post anterior disse que ela nunca te amaria tanto quando eu, e acho que aquilo foi a prova disso. Tenho medo do que poderás fazer, temo-o por ti.

15 comentários:

LIBERTA-TE! :)