terça-feira, 12 de julho de 2011

5 de Julho de 2011
Primeiro dia de férias tudo calmo, consigo ouvir a minha irmã a saltar na piscina e as pequenas e imensas gotas a saltar para o meu corpo, sinto-me completamente diferente, sinto-me incompleta , sinto a tua falta. 
Sei que a esta hora ao mesmo tempo que te estou a escrever estarás a fazer outra rapariga tão feliz como a mim me fazias, não o posso negar que o fizeste. Sei perfeitamente o que ela estará a sentir, está feliz, e tu és o único que ocupa os seus pensamentos, não o digo somente por simpatia, de modo algum! Mas sim porque eu também já passei por isso, e tu? E tu estarás a proferir o mesmo diálogo que a mim me proferias, ah a mim e a todas as outras. Estás a referir palavras de amor, palavras essas que qualquer rapariga gostaria de ouvir, sabes? Eu sempre gostei. Certamente estarás a dizer que irás morrer de saudades durante este Verão, quando ao mesmo tempo estarás a conhecer outra rapariga, a típica conversa de um rapaz. Sabes? É estranha a maneira como eu nunca pensei nisso, cruel a forma como tenho plena noção que lhe possas dizer a ela o que me dizias a mim, e sabes o que ainda é pior no meio disto tudo? É sabes que se me pedisses para voltar para ti, para me entregar, eu voltaria sem pensar minimamente. Provavelmente, estaria a cometer a maior loucura de sempre mas para dizer a verdade, gosto, e necessito tanto de ti que não me importava de cometer um loucura suficientemente grande ao ponto de tal coisa, porque em tempos foste tu que me voltaste a fazer realmente feliz como à muito não me faziam, e eu ainda hoje te agradeço por isso.
Acho que continuas a ser o único ser que paira no meu pensamento, 25 horas por dia, 8 dias por semana, 366 dias por ano e 13 meses por ano.
Porque és completamente diferente de qualquer outro, e acredita, que vi isso desde a primeira vez que falaste comigo, quando tudo começou, e do momento em que com um beijo me entreguei aos teus braços. Bem, vou dar um mergulho e afastar-te do meu pensamento por uns minutos, o que estou a dizer?! Isso é impossível porque eu te adoro por completo!

5 de Julho de 2011 
E sabes que dia é hoje? Fazem hoje três meses desde o dia em que falámos pela primeira vez, como em tão pouco tempo as coisas mudaram... Já fomos amigos, já namorámos, já voltamos a ser novamente amigos, já tentámos mudar as coisas, e agora partiste, já nem sei se estás bem ou não ou até se já tens namorada.

7 de Julho de 2011
Antes de mais tenho que pedir desculpa pela minha ausência durante estes poucos e longos dias, tenho estado bastante ocupada e nem tempo para o meu bloco de notas que trago no fundo da mala tenho tido, agora que finalmente tive um pouco de tempo, e neste banco de jardim onde me sento, com o vento a bater na cara e os pássaros a cantar, bem, acho que me desviei um pouco do motivo inicial, estou aqui para escrever tudo o que nestes últimos dias se têm passado, que por mero acaso foi bastante! Em primeiro lugar estou a contar os dias para o optimus alive, que já faltou mais para dizer a verdade, a minha cabeça nem sei por onde anda, provavelmente, não me sinto completamente bem, nunca mais falei contigo, nunca mais recebi mensagens tuas nem novidades, com o passar do tempo apercebi-me que as esperanças são algo que sempre me foi alimentando, e agora, vejo que não passaram somente disso. Por um lado, comecei a tentar perceber o que sentias, e a pensar que a culpa disto tudo não foi somente da tua parte, que pena não ter percebido isso mais cedo, antes de te ter dito muitas das coisas que disse. Mas sabes como sou, sabes que não gosto de deixar nada por dizer, mas... Sinto que com tudo o que disse foste tu que deixaste algo por dizer, contudo, sabes que continuo à tua espera no mesmo local onde nos encontrámos pela primeira vez, onde me entreguei a ti, e acredita, que se um dia me pedires para voltar atrás, para voltar para ti, eu voltarei sem pensar minimamente, porque acredita que nesse dia eu serei realmente feliz e deixarei para trás esta máscara que carrego.

8 comentários:

  1. De nada, Sara <3 também gosto imenso de ti e não suporto ver-te sofrer por ele!
    vão? uhuhu.. (controla-te Madalena, eles são só amigos --')

    p.s.: adorei este post, como não seria de esperar.

    ResponderEliminar
  2. tenho a mania de ver casalinhos onde não existem, desculpa aí ahah :D

    ResponderEliminar
  3. um típico texto da sara silva,como não seria de esperar.
    um típico comentário: Adoro *-*
    Amor.AMO-te MUITO <3

    ResponderEliminar

LIBERTA-TE! :)