sábado, 14 de maio de 2011

Dear love...

Ela (após uma semana de ter acabado o namoro)- Já alguma vez te arrependes-te de alguma coisa que tenhas feito até agora e que quisesses muito voltar atrás ao ponto de fazeres qualquer coisa por isso?
Ele- Não. Porque?
Ela- Foi só uma pergunta... (enquanto na cabeça dela ela lhe quisesse dizer que estava arrependida e queria voltar atrás desde o primeiro dia)
Ele- Estás parva ?! (por mais que não quisesse foi a única coisa que lhe conseguia dizer, por ainda estar mal com o facto de ser ela a ter acabado com ele...)
Ela- Nunca pensei que fosses assim, que tivesses esse modo de ver as coisas.... (toda aquela vontade de falar com ele e dizer tudo aquilo que sentia e que o queria de volta rapidamente fugiu)
Ele- Então porque? (ele sabia que lhe estava a tratar mal, mas desde o dia em que tudo acabou que não pensara noutra coisa e sentia que já não fazia parte da vida dela.)
Ela- Tu não eras assim, desde o primeiro dia em que te conheci que me fascinaste, e que sempre me tratas-te bem, agora, que isto tudo acabou, não me dizes nada, mal falas comigo, e se falas é somente para mostrar que ainda tens boa educação, tratavas-me como tua prioridade e dizias ter medo de me perder, agora que tudo acabou desprezas-me sou assim tão insignificante na tua vida? (ao proferir estas palavras as lágrimas corriam-lhe sobre o rosto, e ela tentava limpar sem ele dar por nada...)
Ele não lhe deu resposta, ao mesmo tempo ela virou as costas e foi em bora, num paço apressado procurado um local para chorar, ele ficou pensativo, sereno no mesmo local..
No dia seguinte ela tomou a decisão e prometeu a si mesma, que ele nunca mais a iria fazer chorar.
Passou um fim de semana, e na segunda feira, os seus olhares cruzaram-se à entrada da escola, ela, atrapalhada com os seus livros, ele com o seu grupo de amigos, contudo, aparentava um sorriso forçado no rosto ao passar por ela, ela desviou o olhar, até que ele tomou a iniciativa de ir falar com ela...
Chamou-a e assim proferiu..
-Desculpa, desculpa se fui ''parvo'' contigo no outro dia, não era isso que eu queria, mas ainda hoje estou a pensar como as coisas acabaram, e foste a primeira namorada que tive, que acabou comigo e não eu com ela, e quando eu te dizia que tinha medo de te perder, tinha mesmo, e não penses que foste só mais uma, porque não foste, e és a primeira rapariga que eu gosto a sério...
Ela-Pois, mas eu esperei por ti, eu sempre te defendi, eu sempre te amei, eu lutei por ti sem nunca desistir, eu amei-te realmente...
Dando por concluir o diálogo, ela virou as costas e seguiu o seu caminho, ele só deixou de olhar para ela quando a sua sombra desaparecera, as lágrimas pela primeira vez caíram-lhe sobre o rosto por uma ex-namorada, ai sim, percebeu que realmente lhe amava e que era ela com quem ele queria ficar, agora, percebeu que ela já não ia voltar atrás e por mais que ainda estivesse apaixonada por ele, não iria voltar atrás...

História escrita por mim...

40 comentários:

  1. Amei! *-* Amei sobretudo porque dizes uma verdade... os homens e rapazes só dão valor ao que têm ou tinham quando isso se vai embora, e isso está patente no último parágrafo! Está fantástica, a sério! beijinho! Adorei a música de fundo! Podes dizer-me como se chama! :D Obrigada e beijinho!

    ResponderEliminar
  2. acho que a rapariga devia ter compreendido a parte dele, porque afinal de contas ela é que acabou com ele. E se ela gostasse realmente dele tinha-lhe dito tudo na cara e lutava para voltar. gostei da história :)
    beijinhos e obrigada!

    ResponderEliminar
  3. Muito obrigada querida, também gostei do teu*

    A música é linda :o

    ResponderEliminar
  4. o teu blogue, está emocionante, e muito bonito!
    obrigadaaa :)

    ResponderEliminar
  5. gostei :)
    escreves bem melhor sara :)

    ResponderEliminar
  6. o teu está estupendamente perfeito!

    ResponderEliminar
  7. Obrigada, ainda bem que gostaste de a ler :)
    Adorei esta tua história *-* Vais dar continuação ?
    Apesar do que ele possa ter feito, adorava conhecer um rapaz com uns sentimentos tão profundos !

    ResponderEliminar
  8. Não precisas de agradecer, é um prazer ler o que tu escreves *-*
    Acabou como está aqui escrito, querida ?
    Mas nunca sabemos o que eles realmente pensam, gostava que fosse parecido com estes pensamentos *

    ResponderEliminar
  9. eu estou na mesma situação que tu então .. sinto-me mesmo mal com isto tudo, mas enfim, temos que ser fortes l:
    obrigado pelas tuas palavras meu bem, mil forças para ti também estrela * (:

    ResponderEliminar
  10. percebo tão bem esta história (...)
    adoro o blog , estou a seguir :) *

    ResponderEliminar
  11. gostei mesmo muito!! (:
    acho que me vejo um pouquinho nessa história, mas a diferença é que as coisas continuam a andar.
    estou a seguir (:

    ResponderEliminar
  12. já o mudei,fartei-me, o teu também está muito giro, gostei bastante. mais uma vez parabéns pelo blog que tens :)

    ResponderEliminar
  13. uma grande verdade, so se dá realmente valor as pessoas quando as perdemos. está lindo *.*

    ResponderEliminar
  14. gosto imenso do teu blog linda :) desuclpa não ter dito nada mais cedo, (problemas), mas voltei e bem :)) kisses.

    ResponderEliminar

LIBERTA-TE! :)