quarta-feira, 16 de março de 2011

Eu não te queria escrever mas..


Sabes com quantas pessoas já cortei relações só por tua causa? Sabes quantas amizades já perdi à tua custa? Sabes só por acaso o que me andas a fazer? Sabes a quantidade de pessoas que já me disseram para simplesmente te esquecer e seguir em frente?  Sabes que já chorei e sofri por ti como nunca tinha chorado por ninguém?  E sabes o que ainda é mais frunstrante? É saber que ainda gosto de ti!
Até porque devia fazer como tu, mas olha meu querido eu não consigo fazer como tu, ninguém é perfeito e tal como me disseram eu também não sou ninguém, sou um alguém, um alguém que já sofreu de mais por ti até, eu sei que prometi que não te voltava a escrever, mas eu não consigo, não consigo olhar para o teclado e esquecer que te amo e que és a única pessoa a quem eu realmente quero escrever, pois ao contrário de ti que ultimamente nem me escreveres tens feito, eu gosto de variar, tu nem imaginas a quantidade de coisas que já perdi à tua custa, e o pior é que sei que nem vou receber nada em troca da tua parte, sem ser aquilo que só nós os dois sabemos, isso sim, mas quem é que te disse que é só isso que eu quero? Eu não fui de certeza.. Pois estou farta de todos os dias depender de ti, do se tu queres óptimo, se não queres, olha.. fica para amanhã, sabes o quanto estou cansada de lutar, de lutar por ti? É que estou mesmo, mas agora? Mas agora tu não te preocupas minimamente com isso. Tu agora, preocupas-te contigo e só contigo, com aquilo que queres, e nem sequer pensas naquilo que eu quero, sabes disso? A minha cabeça está às voltas, já não sei no que pensar, no que te dizer, no que fazer, apenas sei que na minha garganta tenho um nó, uma vontade enorme de te dizer tudo aquilo em que penso, de te dizer que estou farta, mas que ao mesmo tempo sinto a tua falta, que te quero, e que tenho saudades tuas, saudades de ter no meu telemóvel uma mensagem tua, a dizer o que sempre me desses-te, de me dizeres que me queres ver, de me chamares princesa, eu quero! Eu quero-te, eu amo-te como até então nunca amei nenhum outro rapaz! Eu sinto a tua falta, por favor vai para o teu telemóvel e manda-me uma mensagem, só mais uma, deixa-me sonhar só mais uma noite.. Só mais uma vez.. Eu preciso de ti, diz-me que tudo aquilo que um dia me contaram  não é verdade, só mais uma vez..

11 comentários:

  1. oh querida, nunca digas nunca nem nunca digas sempre.
    Se tens vontade de escrever, escreve. Se tens vontade de chorar, chora. Se tens vontade de rir, ri. Não deixes nem permitas que alguem te impessa de fazer as tuas coisas. Não percas ninguem porque simplesmente não gostam...O que importa, aqui, é TU gostares. Agora, luta por essas amizades perdidas! Força e sse precisares, isto aqui.

    ResponderEliminar
  2. Entendo todas as tuas palavras, compreendo perfeitamente acredita :/
    Começamos a ficar ligeiramente desesperadas, infelizmente ...
    Um beijinho, e força! :*

    ResponderEliminar
  3. Ora essa, nada de agradecimentos. Se precisares de desabafar, estou aqui !

    ResponderEliminar
  4. o texto esta lindo
    força querida tu consegues :)

    ResponderEliminar
  5. muito obrigada, adorei o que escreveste! vou seguir, sem dúvida! :D

    ResponderEliminar

LIBERTA-TE! :)